Comece uma rebelião

Um ato de ocupação
comporta lugares
amados ou espaços
odiados?
Um ato de pré
-ocupação:
importa esta fronteira
decidida ou
deflagrada
entre o amor e o ódio?
Onde se
comece uma rebelião
(exame de fissuras)
me rebelo
quando não aceito
as cores de meu pai
se não me interessam mais
as coisas de meu pai
me rebelo
em meus limites.
Corpos rebelados
não são corpos inocentes
são corpos revelados
à revelia
de corporações
de contorcionismos
intelectuais
de essencialismos
ou não-essencialismos
de fachada.
São corpos margeados
indagam
seus métodos
entregam sua sanha
a fraude do acalanto
(não houve uma noite
que não tivesse
uma guerra).
Então
se são corpos rebelados
corpos órfãos
potências desejantes
se são
matriarcados
zona cinzenta
do amor do ódio
do bem e do mal
por você
destilado:
ocupar
esse bem
habitar
esse mal.

SW, 3

Ou talvez a mística doutrine demais as paixões. Ou se esvazie a bem das obras. Um todo de bem pensar em terra de panteões. Ou a selva, a lei da selva que não tem lei; puramente trucidar. Pela fome, apenas pela fome matar.

SW, 2

Descobrir as coisas nas próprias coisas: projeção e prática. Ousar lhes oferecer a terra menos que adubada. Um céu que descesse de arrasto ao desejo de ser chão. Um chão que não reinvicasse suas posses; febrilmente abatido pelos pés de um céu que lhe pertencesse.

Acorde comum do blues
dos violeiros e do banjo
nas Áfricas.

Pacto, afinação
com seres de outro
mundo.

Intercessão eônica
potestade
dos tambores.

Liberta por Xangô
na escaramuça dos homens.
Aña, Ayom

ensinaram
a falar e a cantar
guitarras sudanesas

alaúdes
banjores
banjares.

Transitam entre os cosmos
recontam quedas.
Se não nos impedem

por nossa estupidez
fazem da pele
canção da guerra.

SW, 1

SW, 1

Da esperança vencida, o intuito da bondade. Contorna o ego como Marco Polo. Ainda descreve a aliança da boa vontade aos homens de bom pensamento vivente. A boa vontade é como a boa verdade e também é um mal. Sente, se antecipa ao recurso da agonia; atravessa o deserto dos dentes, rufla a platitude da boca, sorri pela graça que desequilibra a bondade: vingança ou indomesticável imaginário.

Pleurisia

Pouco dos dias, velocidade constrita
dos barcos ébrios

secura nos olhos fundos
de Modigliani

entorpecida de não saber ler
com as mãos

não mais o mesmo apetite
do tempo

(Saturnálias)

a verdade contingente
dos gestos

arrepio sem sofreguidão
luas

que caem do velho tema
estacionária

de ciclos profundos
mediante insônia

volto à condição
pedinte

(inflamo)

em que pese perder o nome
aos calendários

sei, mais tarde
sacrificar o contínuo banquete

do capital.