O cambista sem língua

“Não se sabe se chegou a seu destino ou se morreu no caminho”
Bahiyyih Nakjavani

Proferir sons ininteligíveis
contra rochas desfiguradas
afastando jinns e demônios
dos ciclos de samsara.
Deixar a caravana partir
com as silhuetas do deserto
na iminência dos bandoleiros.
Revisitar um beduíno
ora em ruínas
mensageiro do poço
lançado às pedras.
Expurgar com fogo
as escrituras sagradas.
Assistir à tempestade de areia
ranger sua língua sem alforje
no fundo dele mesmo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s