Que o vento aprume a lógica
quando o sentido do gesto for
abstrato demais para o toque.

Só no invisível a matéria se refaz.
Articular uma comunidade do espanto
a confluir para onde o rio vai.

Devolver à natureza a memorabilia
do concreto e fincar diretrizes
no gosmento campo das ideias.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s