Fraga

Eu sei o que as pedras querem
eu sei porque as pedras ferem

e se transfiguram nas mãos incestuosas
e permanecem obscurecidas ao rompante

de cada fruta madura

se acham no direito de afundar as mãos
irmãs em caos e carnificina

desregradas ao sabor da violência
na dilapidação real da vida

(criamos fundamentos sobre o imortal)

escalei a cicatriz do rio
espírito rebelado
ingovernável

espírito velho do oceano –
desgraçadas mãos ou pedras
entre as hordas de peixes e tramas invisíveis.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s