Órion

Falo de um mundo decadente
concluído na emancipação do sangue
um mundo sem nome
um mundo sem mim
onde pouso, pairando
minha própria decadência
espécie fúlgida
desalinhada em dedos
veias abertas da entrega
possuída.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s