SW, 1

Da esperança vencida, o intuito da bondade. Contorna o ego como Marco Polo. Ainda descreve a aliança da boa vontade aos homens de bom pensamento vivente. A boa vontade é como a boa verdade e também é um mal. Sente, se antecipa ao recurso da agonia; atravessa o deserto dos dentes, rufla a platitude da boca, sorri pela graça que desequilibra a bondade: vingança ou indomesticável imaginário.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s