The absence

As minhas mãos estão atadas
pelas palavras e suas ideologias.
Com isso, escrever é ato pouco prático
como deveria ou poderia ser orgânico.
Em tudo considero personagens
envoltos de sua própria decadência
porque estou escolhendo os velhos.
Há muita estrada partida por esperas repetidas
e convidados que se consideram ilustres.
As palavras não perdem seu frescor
mas os homens se perdem.
Se amarram a jazidas fluorescentes
do que em suas inesgotáveis cabeças é o lembrar
do que em suas fictícias cabeças é o que foi
do que em suas frágeis cabeças é o tempo.
Minhas mãos estão atadas pelo tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s