IV

Escutar a beligerância do futuro – em láudano a espécie humana. Ontem atravessamos ilhas, o vento era o que cortava o ranho sujo do mar. Por aqui, guerras sendeiras e o óleo vazado de todas as lógicas. Mas, por aqui, o itinerário de um sol justo, o olho carne crua do mel. Seivas indistintas honrando e reconhecendo a flutuação dos códigos, das imanências, algo de duradouro no projeto que inclui um único dia.

Anúncios

2 comentários sobre “IV

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s