Acidental

O jeito certo de cair
no fim do túnel
ponto cego
ou um coletivo assassino.
A palavra do noticiário
escoriações
na pele
do 11 de Setembro.
A moto quase intacta
as roupas levemente rasgadas –
o namorado Golias
empurra um ônibus
arranja um jeito
com o acaso
devolve com os braços
esfolados.
Cintura e
pernas roxas
pele nova
quase cobra
a primeira cicatriz de Abril
me interroga
releio Cenas de Abril.
Imagino
a tatuagem
de algo enterrado.
Rosa inflamada
rosa rosa
uma a uma e
seus espinhos.
Perto de casa
o perigo
e a renúncia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s