Tentando ir
sempre mais longe
quer dizer
no conhece-te a ti mesmo
e te esfacelar
ante o que não se pode
por ser espelhado e corrente
dizer.
Seria fácil
como o voltar
quando nada dá certo.
No abandono a laceração do instante
no retorno uma simetria de movimentos
e adivinha?
Todo o chão escorregadio
dessa coisa em si
em centigrama
em carne açucarada
em nossa cercania
na adivinhação
o cerne inconsequente.
Pode ser nítido
hesitar tanto
sobre as mesmas coisas
teu sorriso
eu me corto
e adivinha?
O que sabemos
fica.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s