A mim que me deram armas ancestrais
me deram armas ancestrais.
Xamã me reconhece quando ostento
o sexo e me mostro filha.
Daquela que um mecanismo
perverso de mundo chamou
bicho do fundo de um quintal.
Falar de um modo quase tangível
não me tornar fictícia
ter o corpo firme os olhos fortes
encarar selvas onde houver selvas.
O cenário de uma facção
de pelos derramando a vida.
Vinda do cio, advinda
do teu seio de laguna:
espelho do pretérito
me quer hoje.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s