De mentira

“Creíamos que éramos país pero solo somos paisaje”.
Nicanor Parra

País ou paisagem?
Quem nos questiona
na cor violeta
do antipoema
está aí para ver
aceso e centenário
o que se faz ao continente.

Empunhamos bandeiras
com tvs de plasma
saudando invasores
sem dúvida humanos
que nos arregaçam
com pauladas de microfone
e muitos modos profissionais
de distrair nossa insônia.

Mitigados por diferenças
chanceladas a dólar
sufocados, embaixo do tapete
estamos nós, não a sujeira
desenhando um mapa obsceno
bula de remédio ou corpo pornográfico
impenetrável, cabal, fálico.

Duas centenas
de milhões de hectares
de embotados pesos
sem nenhuma leveza
sem nenhuma medida.

Um comentário em “De mentira

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s