Pescaria

Leopoldo divisa as pedras
e é de pedra o seu legado
seu corpo brilha como pedra
brilha líquen
líquido homem
que vai ao mar, se estreita
que chega ao final do mar
que escolhe o minuto antes da chuva
que ensina a chuva sobre os peixes
que ensina os peixes sobre o sangue
e há uma criança
que não enxerga as pedras
e sonha a morte ao mar
e sonha areia
e tem os cabelos louros
como o que brilha sobre o corpo
bronze da pedra que ensina
o tempo ao menino.

Um comentário sobre “Pescaria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s