poesia

Viver treme

Se houver jeito
de morrer
mundo
ficar de tocaia
depois de sobra
na solidão da catástrofe
falanges dedicadas
me ingressarão em alguma
espécie de burocracia humana
ainda que única
recenderei à palavra
e à carne
em busca de acordos
vãos e rentes
com fantasmas.

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s