Delta

se termino em água
águia ou poema

nenhuma imagem é bastante
nenhum nome chega

a correnteza corre
pelos rastros

e a pedra angular
desse sopro

não tem foz que mire
meu semblante

tudo é silhueta
da mão que desenha

ou bebe
ou rasga

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s