poesia

decidi amar o que fosse
gerações de mísseis abandonados
grotas acidentais
o cavar fundo da mina
encontrar estilhaços
na topografia
quero dizer
rota do cansaço
e amar
o travestimento
da parte de quem
conserva intacta
a derme
planetária
isso de ser alma
é: laceração

Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s