Em seu devido lugar

A flor de lótus – feixe
de cristais pairando sobre mim
enquanto, sentada no sofá
projeto meu pensamento
em torno aos símbolos
que pranteio. A magreza
me põe mais forte
no tonel do corpo
come todos os agoras.
A tristeza desbotada
feita de partida
de horizontes de cinema.
A estrada
filha ribeirinha e pernalta
entra de solavanco.
Outros elementos
conjuram.
Sem querer desancar
cada coisa de seu lugar
de seu devido lugar
eu, perene no momento.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s