Desejo

Um pouco do medo
esgarçado em nossa roupa
tiramos com pressa.

Temos chuva e parecença
onde só havia um poço.

Cavo teu peito novo
súbito encontro sede
além do mar.

Anúncios

2 comentários sobre “Desejo

  1. “…as parecenças com os pais e avós que são um lastro evolutivo residual […] Ah, meu amigo, nem no ovo o pinto está intacto.” (ROSA, Guimaraes, O Espelho [in. Primeiras Estorias])

    Anne Sexton – Nude Swim

    On the southwest side of Capri
    we found a little unknown grotto
    where no people were and we
    entered it completely
    and let our bodies lose all
    their loneliness.

    All the fish in us
    had escaped for a minute.
    The real fish did not mind.
    […]
    Water so clear you could
    read a book through it.
    […]
    The walls of that grotto
    were everycolor blue and
    you said, ‘Look! Your eyes
    are seacolor. Look! Your eyes
    are skycolor.’ And my eyes
    shut down as if they were
    suddenly ashamed.

    um abraço

    Curtir

    • Obrigada pelos comentários, Ramon. Que poema sensacional. Dialoga e amplia o sentido da parecença, como um lastro evolutivo. Mas nos sentimos embaraçados com o tamanho de tudo isso, ocasionalmente. A parecença também é fugaz, creio. Memento poético.

      Abraço.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s