monges cantam na praça da sé
tragados por vinte mil meninos no metrô
em baldeações subterrâneas
essas vozes não chegam a se confundir

a linha de fuga do compasso
beat box vira tropa do funk carioca
antes dos tiros nas favelas
esses sons não chegam a se confundir

serralheria no meio da mata
arapuca em grande escala
o fogo tem o nome dos pássaros mortos
duas sedes que não chegam a se confundir

dos que são levados ao matadouro
por rios de flechas represadas
lábios anacrônicos, cuspes de assassinos
há o grito dos que não esquecem

e vivem com eles, mais vivos e mais mortos
entoam verdadeira vertente
música do que há

tantos gritos, tantos meninos
poucas vozes
poderíamos ser um

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s