Brisa

Teus dias de olhar claro
pra mais de longe
o faro

canino da inocência 
aspereza e rua
sobrevivência

caminhas – a insubmissa
doçura 
por tantas portas

teu modo a tudo
vivo, interrogo
teus longes, teus reinos

um cão, a casa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s