poesia

o tempo não apenas abre covas
meio dia existe com a fronteira clara
e simplifica na manhã o absurdo

posso ser daqui de minha saudade
a vida recomeça

no agora das praças dos beijos
das duas meninas
desafiando lobos mais feios
que nas fábulas

o que se conhece do tempo derruído
importa conceber
ao modo de fazer caminhos

leio fervorosamente nesta manhã
eu poderia estar em bali
em qualquer praia

nos desfiladeiros das montanhas
ser o chile inteiro
andina

o que sou nesta manhã
não importa mais
do que ser nesta manhã

Nota

Um comentário sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s