sob o signo da estrela

alguém caminha em teus olhos
no domínio do ocaso
a pulsação das ruas
derrama em teu sono
pejada de meninos
a estrela desce
alguém caminha e deixa
um astrolábio intacto
os pés aninham-se aos caracóis
em teus cílios, nos avarandados
o calor retorna
o horizonte entra
o amarelo é um sumidouro
por onde chego
e queimo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s