Salvação

Se a vigília de minhas mulheres
crescesse a noite,
as horas do meu sono
convertidas em dano,
e meus braços, provisórios,
tocassem esse aqueduto
com a luz da obscuridade,
com a fragilidade das estrelas
nadaria,
refeita, rebenta, reconhecida.

Anúncios

Um comentário em “Salvação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s