O coração, mesmerizado de amores,
repete nomes e declara o tédio,
ao fim de sem batimentos por segundo.

À mesma hora, diante da cova,
o corpo do amante
só pesa; tendo alcançado a morte

em mim, legiões de feridos dessalgam
o que foi o gosto de todos.

– Quando afundo em tua cama,
ainda ancora o infinito.

3 comentários sobre “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s