poesia

Jó foi feliz de estar sozinho
com seu sofrimento
quando tudo foi deposto

nem sobrara Deus, nem o canto
de qualquer recompensa.

Deus esvaziou Jó, esvaziou-se
como um ditador que arrasa uma cidade.

Mesmo depois, floresce o amor.

Em fardo, fogo, augúrio, glória.
O nada o incendeia.

Padrão

2 comentários sobre “

  1. Lisa Alves disse:

    Têm um documentário (O Mun do sem ninguém) que dá para associar com a história de Jó, é usado como modelo a cidade de Chernobyl e sua capacidade de resiliência depois do acidente e sem ação antropica. Sempre faço algumas ligações das metáforas da Biblia com a realidade. beijim

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s