Meta-abismo

Configurar o êxtase –
o poema é um antipoema
que o homem escreve
na pele de seu abandono
papel que escava e delira.

Triste espetáculo
do qual se sabe:
atinar o nada
resvalar o nada
na torrente de enganos

deixar que floresça
mais homem, mais palavra
– sem que feneça, a mortalha
não ameaça os sonhos
com que a vida se lavra.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s