sabiam morrer juntos,
instantes de silêncio
sem fulguração;

salvavam-se, bramidos
pelo canto nupcial
da ausência;

sonhavam antinomias,
nomes quietos
esquecidos na boca

selada do beijo
– desaparecendo
sempre

reviviam
na manhã
do mesmo dia.

Anúncios

3 comentários em “

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s