Palavras violadas

“O que de mim ninguém tira
Carne da palavra, carne do silêncio,
Minha paz e minha ira.”
(Este amor, Caetano Veloso)

Já tive
Palavras de sonhar:
Eternidade.
Palavras como Deus.
Amor: palavra pura
Projeção onírica.

O rasgo nas carnes.
Já tive denso
O delito nos dedos.
As palavras violadas
Nas carnes
Dos delírios que tive.

Anúncios

Um comentário sobre “Palavras violadas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s