poesia

Nós

Podíamos desatar
O enredo de nós
Ainda assim nos enforcamos
No pronome atônito.

Pessoal do caso torto.
Nos desenredos;
Nas pessoas do plural;
Do singular;
Da solidão a dois.

Substitutivos
Mal se equilibrando, tu e nós
Na corda bamba que atamos
– ataste aos moinhos de vento.

Conjugaste-me na travessia
Que indica, impera
Subordina os tempos
Em que nos cremos
– verbais.

Padrão

3 comentários sobre “Nós

  1. Minha linda, seu poemas estão, a cada dia, mais surpreendentes. Perfeitos! Ao “jogar” com as palaras você, sutilmente, nos fala de sentimentos, relações, (des)encontros… tudo tão bonito, profundo. Poético. Te amo e admiro!

    Curtir

  2. Beta, o corpo do teu poema faz-se verbo, e todas as regências obedecem à gramática da beleza.

    Metalinguagem com sentimentos humanos como protagonistas.

    Mais-que-perfeitamente talentosa, és.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s