L â m i n a s

Dardeja a chuva
Granizos do meu grito
Pastos, ruínas, bauxita
Antigas odisseias de menina
O vão metal resfria
Inerte na têmpera do sagrado
Morre o mar
Que choro em Minas
Fundo desejo da paisagem.

Anúncios

Um comentário sobre “L â m i n a s

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s